20 de junho de 2024

Antonio Garnero vence prova de resistência no Brasileiro de Ciclismo de Estrada

Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Estrada

Ciclista chegou destacado dos adversários após percorrer 187 km em um circuito bastante seletivo

Marcando o encerramento do Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Estrada Elite 2014, os ciclistas enfrentaram neste domingo (29), uma prova de resistência com 187 km. A medalha de ouro ficou para o atleta Antonio Fernando Garnero, da equipe Funvic/São José dos Campos, que cruzou a linha de chegada isolado para comemorar o título. O mais rápido da Sub-23 foi o paranaense Marcelo Algusto Dill.

A prova de resistência foi realizada no Parque Eco-Esportivo Damha, localizado na cidade de São Carlos (SP). O percurso seletivo e exigente durou 22 voltas em um circuito de 8,5km e foi encarado com muita velocidade pelos ciclistas presentes. Ainda nas primeiras voltas o ritmo já era bastante alto, com as principais equipes brasileiras trabalhando bastante na frente do grupo principal.

Depois de muita disputa, sete atletas conseguiram se distanciar e travaram um grande duelo entre si. Após alguns quilômetros, apenas quatro atletas persistiam na liderança: Rodrigo Nascimento e Thiago Nardin (São Francisco Saúde/Ribeirão Preto) e Antonio Garnero e Roberto Pinheiro (Funvic/São José dos Campos). Rodrigo, campeão brasileiro em 2013, acabou tendo problemas mecânico nas últimas voltas e ficou para trás.

Na última volta, Antonio Garnero, 30 anos, arrancou forte no trecho de subida e seguiu sozinho para cruzar a linha de chegada e comemorar a sua primeira grande vitória no ciclismo. O atleta que pedala há cinco anos, chegou emocionado e muito alegre com sua conquista. A equipe Funvic/São José dos Campos completou a dobradinha com a medalha de prata conquistada pelo atleta Roberto Pinheiro.

“Eu sabia desde o começo que o posicionamento era muito importante nessa prova e que era necessário andar sempre na frente. Acabamos ficando em maioria na fuga e fizemos um excelente trabalho. Na última subida eu tive a oportunidade de atacar e finalizar com essa grande vitória”, declarou Garnero.

O técnico da equipe Funvic/São José dos Campos, Benedito Tadeu, destacou a preparação especifica que foi realizada com seus atletas e diz sair satisfeito pelo excelente trabalho desempenhado pela equipe. “O brasileiro é uma prova que sempre focamos 100%, não só por ser a principal prova do ranking nacional, mas também por distribuir pontos para o ranking América Tour, onde sempre estamos brigando pela liderança. Sobre a prova, fizemos tudo dentro do que havíamos previsto. Já sabíamos quem seria os atletas preparados para finalizar a competição e fomos felizes em completar com essa dobradinha”, analisou Benedito Tadeu “Kid”.

Na terceira colocação, com muitas câimbras, completou Thiago Nardin, 25 anos. Apesar de ver a vitória escapar por muito pouco, o ciclista comemorou o resultado e afirma sair de cabeça erguida. “Foi uma corrida bem tensa desde o início. Eu procurei estar sempre entre os primeiros colocados, participando das fugas e apesar de finalizar com muitas câimbras, busquei fazer o meu melhor e fui até o meu limite. Considero que apesar dos problemas que tivemos, fizemos um bom resultado”, comentou Thiago.

Entre os atletas da Sub-23, quem levou a melhor foi o paranaense Marcelo Dill, que defende a equipe SMEL/Foz do Iguaçu. Na segunda colocação terminou Andre Almeida, da Funvic/São José dos Campos, seguido por Antonio Luan, da Associação Radical Sports Club/Boituva.

Para Cássio de Paiva, técnico da Seleção Brasileira, a prova de resistência serviu para avaliar os atletas presentes. “Tivemos o brasileiro realizado em um circuito conhecido por ser bastante seletivo, onde muitos atletas abandonaram a prova. Na categoria Elite, tivemos a vitória do Garnero que pedala há pouco tempo no ciclismo e acabou surpreendendo a todos os favoritos. E Na Sub-23 a disputa foi aberta, os atletas fizeram um excelente trabalho e estão de parabéns. Com toda certeza essa foi uma ótima oportunidade para avaliarmos os nossos ciclistas.”, finalizou Cassio de Paiva, técnico da Seleção Brasileira de Ciclismo de Estrada.

Fonte: Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização