23 de junho de 2024

Renato Rezende é 5º colocado na terceira etapa da Copa do Mundo de BMX

Renato Rezende

Enfrentando uma pista técnica, com poucos pontos de ultrapassagem, os brasileiros disputaram a terceira etapa da Copa do Mundo de BMX Supercross, realizada nesta sexta e sábado (13 e 14 de junho), em Berlim, na Alemanha. O grande destaque da equipe brasileira foi Renato Rezende que conquistou a quinta colocação e por muito pouco não figurou o pódio final da competição.

Comemorando a sua terceira participação em finais de Copa do Mundo, Renato Rezende chegou confiante às finais após realizar uma excelente fase classificatória, chegando a vencer uma das suas baterias. Na grande final, Renato acabou largando por fora, no gate 7, e devido as características da pista, isso acabou prejudicando um pouco a corrida do Brasileiro, que fez uma prova de recuperação e finalizou com a quinta colocação.

“Foi um dia muito importante para mim, e estou muito feliz! Na etapa passada, na Holanda, eu já estava me sentindo em condições de andar entre os oito melhores do mundo, mas um acidente me impediu de ter o resultado esperado. Hoje eu cumpri o objetivo de levar a bandeira brasileira mais uma vez a final. Essa 5ª colocação é um prêmio por toda a dedicação nos treinamentos, não só minha, mas de todos os companheiros e equipe técnica. Dedico o resultado para a nação de ciclistas que torcem pelo Brasil, minha equipe, família e principalmente a Deus”, declarou Renato.

Na prova feminina as brasileiras Thaynara Morosini e Bianca Quinalha conquistaram os principais resultados. As duas atletas avançaram até as quartas de finais e concluíram a competição na 21ª e 32ª colocação, respectivamente. Os resultados obtidos pelo grupo brasileiro garantiram pontos importantes na corrida pela classificação Rio 2016.

O técnico Guilherme Pussieldi gostou muito do rendimento da seleção e destacou a dificuldade técnica que foi encontrada na Alemanha. “Gostei muito do rendimento dos nossos atletas. A pista estava muito técnica e muito difícil de conseguir classificação, pois não existiam muitos pontos de ultrapassagem. Essas condições exigiram muita concentração e esforço da nossa equipe, mas conseguimos encarar as dificuldades e conquistamos bons resultados”, afirmou Guilherme Pussieldi, técnico da Seleção Brasileira de Ciclismo BMX.

A equipe brasileira participou da terceira etapa da Copa do Mundo de BMX Supercross com seis pilotos: Renato Rezende, Miguel Dixini, Rogerio Reis, Anderson Ezequiel, Bianca Quinalha, Priscilla Carnaval e Thaynara Morosini. A delegação ainda contou com os técnicos Guilherme Pussieldi e Daniel Jorge, o mecânico Jose Carlos Neres e o fisioterapeuta Anderson Sodeyama.

Com exceção de Thaynara Morosini, que retorna para Suíça, onde seguirá treinando no Centro Mundial de Ciclismo, os demais atletas, incluindo Rogerio Reis e Priscilla Carnaval, seguirão treinando nos EUA, através do Projeto de Intercâmbio viabilizado pela Confederação Brasileira de Ciclismo, com patrocínio da Caixa Econômica Federal. Os pilotos realizarão uma preparação especifica pensando no próximo desafio, a Copa Del Pacifico, que acontece entre os dias 27 e 28 de junho, no Peru.

Fonte: Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização