20 de junho de 2024

Sistema de compartilhamento de bikes é inaugurado em Brasília

Foto: Ronaldo Martins Alves
Foto: Ronaldo Martins Alves

Projeto Bike Brasília disponibilizará inicialmente 10 estações e 100 bicicletas

Foi inaugurado hoje (28) o primeiro programa de compartilhamento de bicicletas no Distrito Federal. O projeto Bike Brasília, parceria entre o Governo do Distrito Federal com a Samba/Serttel e o Itaú Unibanco, irá disponibilizar inicialmente, 10 estações e 100 bicicletas distribuídas ao longo do Eixo Monumental.

A Assinatura do Termo de Cooperação Técnica prevê que sejam implantadas, ao todo, 40 estações, com 400 bikes disponíveis em setores estratégicos da Capital Federal. Para o secretário de Governo, Gustavo Ponce de Leon, a chegada do Bike Brasília vai “integrar o transporte público e trazer mais conforto para quem trabalha na área central de Brasília”, além de promover o turismo na cidade.

Foto: Ronaldo Martins Alves
Foto: Ronaldo Martins Alves

As bicicletas estarão à disposição dos usuários todos os dias da semana, das 6h às 0h. Para utilizar as bikes, será necessário preencher um cadastro pela internet e o pagamento de uma taxa anual de 10 reais.

As bicicletas poderão ser usadas gratuitamente por até uma hora. Para que a gratuidade seja assegurada por mais de uma vez em um mesmo dia, deverá ser respeitado um intervalo mínimo de 15 minutos para a retirada da bicicleta pelo mesmo usuário. Para continuar utilizando a bicicleta sem pausa, serão cobrados R$ 5 por cada hora excedente.

Para destravar a bicicleta, o usuário pode utilizar o aplicativo para smartphones, disponível para as plataformas Android, iOS e Windows Phone. Também é possível destravar as bikes pelo telefone 4003-9846.

As estações do Bike Brasília funcionarão por meio de energia solar e serão interligadas por sistema de comunicação sem fio, via rede GSM e 3G, permitindo que estejam conectadas com a central de controle Samba 24 horas por dia.

A central irá monitorar, em tempo real, toda a operação do sistema, garantindo a melhor distribuição das bicicletas. O usuário vai poder contar com atendimento via celular e callcenter.

O Bike Brasília é uma iniciativa semelhante aos bem sucedidos Bike Rio, Bike Sampa, Bike PE (Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes), Bike Salvador e Bike Porto Alegre, que se tornaram referências no compartilhamento de bicicletas no país. No Rio de Janeiro, por exemplo, o projeto, que foi o primeiro do país – implantado em outubro de 2011 -, registra mais de 3 milhões de viagens e cerca de 200 mil usuários cadastrados.

Foto: Ronaldo Martins Alves
Foto: Ronaldo Martins Alves

“Acreditamos no potencial de Brasília e queremos contribuir para o desenvolvimento sustentável da cidade. Entendemos que uma maneira de fazer isso é incentivar o uso seguro das bicicletas no dia a dia da população, pois as bikes são uma alternativa viável para o deslocamento em pequenos trajetos”, afirma Cícero Araujo, diretor de Relações Institucionais e Governos do Itaú Unibanco.

Bikes – As bicicletas foram desenvolvidas pela Samba Transportes Sustentáveis (Serttel). Sua fabricação é 100% nacional, pesam em torno de 15 quilos, possuem quadro em alumínio com design diferenciado, três marchas, selins com altura regulável, guidão emborrachado, acessórios de sinalização, sistema de identificação e trava eletrônica. Como uma ferramenta de segurança para os ciclistas, as bicicletas compartilhadas do Bike Brasília têm os pneus largos para reduzir a velocidade e as cores fortes ajudam na visualização.

Confira abaixo a relação das estações que vão funcionar a partir do dia 28 de maio:

  • Memorial JK
  • Praça Buriti
  • Centro Convenções/Estádio
  • Rodoviária
  • Torre TV
  • Setor Hoteleiro Norte
  • Setor Hoteleiro Sul
  • Catedral
  • Esplanada dos Ministérios (2 estações)
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização