12 de junho de 2024
Foto: Adrian Hornsby

Bike sem pedais para crianças pequenas, uma (re)invenção genial

A história por trás das balance bikes infantis

Foto: Adrian Hornsby
Foto: Adrian Hornsby

Se as melhores invenções vêm de ideias simples, mas que representam grandes mudanças na vida das pessoas, esse foi o caso do americano Ryan McFarland. Uma reviravolta aconteceu em sua vida no dia que comprou um presente de aniversário, há sete anos.

Para comemorar os dois anos de seu filho, McFarland comprou uma bicicleta infantil com rodinhas, mas ficou frustrado ao ver o filho lutando contra o peso das chamadas bikes infantis, lembrou o pai ao site de notícias Business Insider.

A frustração motivou McFarland a pensar numa maneira de transformar bicicletas comuns mais eficientes para crianças mais novas. Entre tentativas mal sucedidas, ele finalmente achou a solução: retirar os pedais. Mas, o que impulsionaria a bicicleta? Os próprios pés.

A ideia – que remete ao famoso desenho Os Flintstones, no qual personagens se locomovem com os pés em seus automóveis -, acabou se tornando uma saída ideal para a falta de estabilidade e controle do movimento dos baixinhos, que podem sentar na bicicleta com os dois pés no chão.

Strider BikeA invenção resultou na Strider Bikes, empresa fundada por McFarland em 2007. Desde então, a empresa viveu um crescimento explosivo: ela vendeu mais de 695 mil produtos e arrecadou US$ 10 milhões apenas no ano passado. Em fevereiro, Strider mudou-se para um local mais espaçoso em Rapid City, em Dakota do Sul (EUA), e atualmente tem mais de 32 funcionários. Strider ainda foi considerada uma das “revelações” dos Estados Unidos.

McFarland acredita que sua empresa faz sucesso por preencher uma lacuna no mercado de bicicletas infantis. “Não há qualquer produto no mercado que atenda às necessidades de crianças de 18 meses a dois anos de idade”, disse ao Business Insider.

Para o empresário, a parte mais difícil do negócio é explicar aos pais o conceito da Strider. Uma bicicleta sem pedais pode não soar como algo inovador – e funcional – até ver a experiência de uma criança nela. “Ela ajuda a criança a ter mais equilíbrio, coordenação e confiança”.

Fonte: Portal Mobilize, por Luiza Belloni Veronesi

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização