12 de junho de 2024

Novo sistema de freios a disco promete aliar leveza a baixo custo

Crisp

Grandes inovações no ciclismo ocorrem a cada dia, com novos e revolucionários produtos chegando com frequência às prateleiras das lojas de bicicleta. Destes, não poucos tiveram sua produção iniciada graças ao financiamento coletivo, conhecido como crowdfunding, que permite que jovens talentos possam inserir-se no competitivo mercado de peças e componentes para bicicletas.

Atualmente encontra-se na plataforma de crowdfunding Kickstarter um produto que poderá vir a revolucionar a produção de novos modelos de freios a disco hidráulicos para bikes. Trata-se dos freios Crisp, um invenção homônima de um designer australiano de 28 anos, Allan Crisp.

Crisp projetou um novo sistema de frenagem que, ao contrário dos freios a disco hidráulicos que utilizam um pistão de acionamento para cada pastilha, utiliza um único conjunto cilindro mestre / pistão que por sua vez aciona as pastilhas a distância por duas alavancas cruzadas como em um alicate. De acordo com seu desenvolvedor, o resultado é um sistema de freios leve, barato, de fácil ajuste e que não sofre variações na frenagem devido ao calor dissipado.

Confira seu esquema de funcionamento na ilustração abaixo:

Esquema de funcionamento do freio Crisp
Esquema de funcionamento do freio Crisp

Entre as principais vantagens do novo sistema, destacam-se:

CrispFalha (fade) reduzido – Devido ao fato do pistão do freio Crisp não estar em contato direto com as pastilhas, não há transferência de calor para o sistema, que em freios convencionais se traduz em perda de performance. Além disso, a pinça onde as pastilhas estão instaladas oferece uma boa dissipação de calor proveniente do atrito das mesmas.

Cilindro mestre único –  Ao contrário da maioria dos freios a disco convencionais que utilizam um pistão de acionamento por pastilha, o Crisp utiliza um único cilindro mestre, tornando sua montagem mais simples e de fácil sangria.

Sistema hidráulico isolado – O sistema hidráulico dos freios Crisp não precisam ser tolerantes ao calor, reduzindo os custos com pistões cerâmicos, selos e fluidos especiais.

Simplicidade – Sua pequena quantidade de peças permite reduzir os custos de produção e, por consequência, o preço final ao consumidor.

CrispManutenção – As pastilhas são mantidas no lugar por um único pino. Além disso, como não ficam cobertas pela pinça, podem ser facilmente acessadas.

Compatibilidade – O tamanho das pastilhas não está restrito pelo tamanho da pinça  de freio, permitindo utilizar uma infinidade de opções já disponíveis no mercado.

Baixo peso – O atual protótipo pesa menos que 110 gramas;

Pinça flutuante auto ajustável – Por ser fixado ao quadro / garfo da bicicleta através de um pivô flutuante, trata-se de um sistema de pinça flutuante e, devido a isto, auto ajustável facilitando a instalação e reduzindo o tempo de manutenção. Além disso, segundo os desenvolvedores, a pinça flutuante pode acionar o freio mesmo se o rotor (disco) estiver empenado.

Crisp

Para maiores informações, visite a página do projeto no Kickstarter.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização