16 de junho de 2024
Se acionada, a bomba poderia ter causado uma tragédia

Polícia irlandesa desarma bomba durante etapa do Giro d’Italia

De acordo com autoridades da Irlanda, artefato poderia ter causado uma tragédia de grandes proporções durante a terceira etapa do Giro

Se acionada, a bomba poderia ter causado uma tragédia
Se acionada, a bomba poderia ter causado uma tragédia

A polícia de Dublin descobriu e desarmou um artefato explosivo descoberto poucas horas antes da realização da terceira etapa do Giro d’Italia na capital irlandesa, de acordo com informações do jornal Irish Independent.

A bomba, instalada em um galão metálico de leite, foi encontrada dentro de um carro estacionado perto do hotel Finnstown Country House em Lucan, zona oeste da cidade. O dispositivo caseiro, que continha cerca de 22 quilos de explosivos feitos a partir de fertilizante, estava armado e pronto para uso através de um dispositivo de tempo.

Embora os objetivos do atentado permaneçam em segredo, autoridades irlandesas informaram que a bomba estava ajustada para explodir momentos antes da realização da terceira etapa do Giro d’Italia, realizada entre Armagh and Dublin. Milhares de pessoas acompanhavam a prova no no local.

“Trata-se de um dispositivo altamente mortífero e que estava pronto para o uso. Se tivesse explodido, teria causado uma devastação total na área”, informou o Irish Independent.

O dispositivo foi desativado pelo esquadrão anti-bombas da polícia irlandesa, que chegou a deter um suspeito que teria ligações com o Exército Real Republicano Irlandês (RIRA), uma facção dissidente do grupo separatista republicano IRA fundada em 1997.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização