15 de junho de 2024

GDF lança aplicativo com mapas e dicas sobre ciclovias de Brasília

OGoverno do Distrito Federal está lançando o que promete ser uma importante ferramenta no desenvolvimento da ciclomobilidade urbana. Trata-se do CicloVida DF, um aplicativo para smartphones e tablets contendo mapas com a malha cicloviária do DF.

O aplicativo é uma espécie de rede social participativa, na qual os usuários do sistema de ciclovias do DF podem interagir não apenas postando notas e comentários, mas também alertando e denunciando problemas.

Entre as funções mais interessantes do CicloVida DF, encontra-se a possibilidade do usuário informar em tempo real problemas em ciclovias do DF como buracos, trechos interrompidos, áreas com pouca iluminação ou travessias perigosas, contribuindo com a melhoria do sistema cicloviário do DF.

O MTB Brasília teve acesso ao aplicativo e testou suas funções neste último fim de semana. Explicaremos nas próximas linhas seu funcionamento detalhadamente, bem como nossas impressões sobre o seu uso e sugestões de melhoria. Confira:

Visão geral

Tela inicial do CiclovidaDF
Tela inicial do CiclovidaDF

O CicloVida DF foi criado pela empresa Oito Digital para o GDF, em parceria com entidades e grupos de ciclismo do DF, destacando-se entre estes as ONGs Rodas da Paz e o PedalaBrasília.

O aplicativo, ainda em versão de testes, será lançado oficialmente no dia 17 deste mês, embora já possa ser baixado gratuitamente para avaliação, sendo compatível com os sistemas operacionais iOS e Android.

A interface do CicloVida DF é bastante simples, com uma tela inicial que lembra vagamente as “telhas” do sistema operacional Windows 8, com ícones para rastreio do percurso por GPS, calendário de eventos (ainda sem conteúdo) e atalhos para os circuitos e mapas da malha cicloviária do DF.

Além disso, foram disponibilizados ícones com atalhos para as redes sociais Facebook, Twitter e YouTube, bem como discadores rápidos para a Polícia (190), Bombeiros (193) e Samu (192), que podem ser úteis em caso de emergência.

Além dos ícones, o menu do aplicativo pode ser acionado clicando em um pequeno botão localizado no canto superior direito, dando acesso a outras funcionalidades.

Rastreio GPS

É possível sinalizar problemas na ciclovia, não apenas através dos ícones, mas também por meio de texto e foto
É possível sinalizar problemas na ciclovia, não apenas através dos ícones, mas também por meio de texto e foto

A função de rastreio permite que o usuário registre suas pedaladas utilizando o receptor GPS de seu smartphone. Com isto, é possível registrar a distância percorrida, tempo decorrido e até mesmo informações como calorias consumidas e quantidade de gases poluentes evitados.

Por meio desta função, é possível ainda sinalizar trechos com problemas, como buracos, sem iluminação, interrompidos etc. Basta tocar no ícone “Sinalizar” que uma janela popup irá aparecer com uma lista de ícones representando o problema. /por meio deste sistema, é possível descrever o problema e publicá-lo no mapa, com foto inclusive.

Na primeira vez que utilizamos a função, uma mensagem informando que a postagem seria moderada e, caso aprovada seria publicada nos deixou um tanto quanto céticos. Haveria censura, já que trata-se de um aplicativo “chapa branca”?

Não foi o que ocorreu entretanto. Muito pelo contrário, a marcação foi publicada imediatamente. Se isto irá mudar posteriormente já é uma outra história…

Ao finalizar o percurso, é possível salvá-lo para utilização futura. Na prática, encontramos um bug bem chato: Ao acessar um percurso salvo, uma mensagem com informações sobre o mesmo fica sobreposta ao mapa e não sai de jeito nenhum, impossibilitando sua utilização.

Circuitos

Malha cicloviária
Malha cicloviária

Através do menu “Circuitos” é possível ter acesso ao mapa da malha cicloviária do DF, bem como alguns percursos pré-salvos, disponíveis no aplicativo.

O menu é subdividido em quatro temas: Urbano (com dicas de passeios por ciclovias da cidade), Rural (com dicas de trilhas na região do DF), Malha Cicloviária  e Malha Cicloviária Web.

No menus “Circuitos” é possível conhecer alguns percursos de lazer, com informações importantes sobre os mesmos como localização, distância, nível de dificuldade etc. Também é possível postar comentários e até dar uma nota ao mesmo. Esses percursos são classificados pelo nível de dificuldade e pelo tipo (urbano ou rural).

Algumas pessoas poderão questionar o que a opção “Circuitos Rurais” estaria fazendo em um aplicativo de ciclomobilidade urbana, já que a função principal do software é a orientação e navegação por ciclovias e não em trilhas. Seja como for, trata-se de algo que pode agregar valor, já que muitas pessoas que utilizam a bicicleta como transporte também são adeptas da prática do mountain bike.

Opção para "download de mapas": formato inútil
Opção para “download de mapas”: formato inútil

O problema é que, apesar das descrições e fotos dos circuitos rurais e urbanos deixarem o ciclista com água na boca, ao se clicar na opção “Baixar Mapa Offline” o usuário terá uma frustrante surpresa, pois o resultado do download é um arquivo de imagem JPEG em baixa resolução que, para fins de navegabilidade, é totalmente inútil.

Melhor seria se, ao invés da imagem, fosse disponibilizado um arquivo de tracklog (GPX) que permitisse ser exportado para outro programa de navegação ou aparelho de GPS. Do jeito que está, trata-se apenas de uma “bobagem legal”, sem qualquer utilização prática.

Achamos que as funções Malha Cicloviária e Malha Cicloviária Web (pra quê esta última?) deveriam conter apenas o mapa do DF ao invém do mapa mundi do Google, já que o aplicativo não é nacional. Do jeito que está fica muito pesado. Toda vez que você clica em uma das duas opções, os mapas levam uma eternidade para abrir. O ideal seria se o aplicativo trabalhasse com mapas offline, baixando apenas as atualizações que por ventura forem surgindo. Caso contrário, a medida em que os mapas forem sendo atualizados, ficarão tão pesados que inviabilizarão o uso do aplicativo.

Outro problema encontrado é que, tanto na opção Malha Cicloviária quanto Malha Cicloviária Web, são mostradas ciclovias que pura e simplesmente não existem, como por exemplo uma enorme ciclovia mostrada no mapa do aplicativo, ligando o Plano Piloto à Ceilândia pela EPTG:

Segundo o aplicativo, deveria haver uma ciclovia aqui (EPTG)
Segundo o aplicativo, deveria haver uma ciclovia aqui (EPTG)

Conclusão

Não há dúvidas que o aplicativo CicloVida DF é uma ferramenta muito importante e que, se popularizada, poderá trazer benefícios aos usuários de ciclovias no Distrito Federal. Afinal, ao permitir que o ciclista denuncie em tempo real problemas na ciclovia, agirá como fator de pressão junto às autoridades competentes, cobrando soluções.

Evidentemente que tratando-se de um aplicativo Beta que ainda não foi lançado oficialmente, dá para se dar um desconto pelos bugs e falhas apresentados. Destas, a mais grave e que pode comprometer a credibilidade do projeto é o mapa da malha viária, que não pode ter absolutamente nenhum tipo de informação incorreta, como ciclovias que só existem no papel.

Uma sugestão para as próximas versões do aplicativo é que o mesmo possa orientar o ciclista sobre a distância da ciclovia mais próxima de sua localização, permitindo que o usuário saia de uma área potencialmente perigosa para a tranquilidade de poder pedalar em uma pista dedicada às bikes.

A favor:

  • Fácil de utilizar;
  • A função sinalizar é muito útil e prática para reportar problemas;

Contra:

  • Mapas demoram muito para carregar;
  • Download de mapas produz uma imagem e não um arquivo de tracklog.

Aplicativo com grande potencial, mas que ainda peca pela imprecisão

Interface
Facilidade de uso
Funções disponíveis
Precisão

Regular!

Evidentemente que tratando-se de um aplicativo Beta que ainda não foi lançado oficialmente, dá para se dar um desconto pelos bugs e falhas apresentados. Destas, a mais grave e que pode comprometer a credibilidade do projeto é o mapa da malha viária, que não pode ter absolutamente nenhum tipo de informação incorreta, como ciclovias que só existem no papel.

Equipamento utilizado para o teste:

Smartphone Google Nexus 4, com processador Qualcomm Snapdragon S4 Pro, sistema operacional Android 4.4.2 e resolução de 1280 x 768 pixels

A versão de teste do aplicativo CicloVida DF está disponível para download gratuito para as plataformas Android e iOS. Para baixá-lo, clique em um dos ícones abaixo:

app-store

google-play

Veja também:

Sobre o autor

André Ramos é editor do website MTB Brasília
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização