25 de abril de 2024
Manarelli é campeão geral - Foto: Ivan Storti/CBC

Alexandre Manarelli é o vencedor da 8ª Volta Ciclística do Paraná

A última etapa foi vencida pelo ciclista Alcides Vieira, após pedalar 102 km em um circuito montado na cidade de Rolândia

Manarelli é campeão geral - Foto: Ivan Storti/CBC
Manarelli é campeão geral – Foto: Ivan Storti/CBC

As equipes estrangeiras tentaram de todas as formas, mas quem comemorou foi o Brasil. O ciclista Alexandre Manarelli, da Funvic/BrasilInvest, conquistou neste domingo, 27 de abril, na cidade de Rolândia, a 8ª edição da Volta Ciclística Internacional do Paraná, que foi realizada pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) com patrocínio da Caixa Econômica Federal.

Os ciclistas pedalaram 682 quilômetros durante os cinco dias de disputas pelas estradas do Paraná. A primeira etapa aconteceu na quarta-feira, 23, com vitória do Venezuelano Honorio Machado. Na quinta (24), Manarelli venceu e assumiu a liderança da classificação geral pela primeira vez, repetindo o feito na terceira etapa, disputada na sexta. Honorio Machado ainda voltou a vencer no sábado (26), através de um sprint espetacular nos metros finais.

Devido ao seu formato exigente, a competição ficou aberta até os quilômetros finais, proporcionando uma disputa completamente imprevisível. Neste domingo, 27, durante a quinta e última etapa, realizada em um grande circuito de 102km (10 voltas), quatro atletas formaram uma fuga ainda nos primeiros quilômetros. Os ciclistas Cristian Egidio, Alcides Vieira e Renato Aparecido, da equipe Dataro/Bottecchia, aceleraram junto com  Otavio Bulgarelli, da Funvic/BrasilInvest, e abriram vantagem sobre os adversários, passando a liderar a prova.

Com o desenrolar da etapa, apenas Cristian Egidio e Alcides Vieira, seguiram pedalando lado a lado na tentativa de tomar a camiseta azul, que representa a liderança geral da competição. Restando quatro voltas para o final, Alcides Vieira chegou a ser o líder virtual da competição, mas a partir da penúltima volta, as equipes Funvic/BrasilInvest e Clos de Pirque (Chile), aumentaram o ritmo do grupo principal e diminuíram bastante a diferença para os líderes, mesmo não sendo o suficiente para evitar a dobradinha da equipe Dataro/Bottecchia, que apostou em uma estratégia agressiva e terminou com o atleta Alcides Vieira na primeira colocação, seguido por Cristian Egidio. Patrício Almonacid, do Chile, completou o pódio.

O paranaense Alexandre Manarelli, vencedor de duas etapas nesta edição da volta e uma das promessas olímpicas do Brasil, precisou apenas terminar no grupo principal para se consagrar o grande campeão geral da competição, depois de acumular o tempo de 16h45min20s para completar as cinco etapas. Patrício Almonacid, Clos de Pirque, terminou em segundo a 19s e Gregolry Panizo, da Dataro/Bottecchia, foi o terceiro. Na classificação por pontos o campeão também foi Alexandre Manarelli, com 35 pontos. Entre os atletas com até 23 anos, o venezuelano Roniel Campos levou a melhor. Já na classificação por equipes, a Dataro/Bottecchia conquistou a primeira colocação.

“Não sei nem como descrever a emoção que estou sentindo. Meus companheiros trabalharam bastante e tudo deu muito certo. No final acabei assumindo a corrida, coloquei a cara no vento e conseguir terminar com mais essa grande vitória na minha carreira. Tudo isso só é possível devido ao apoio que tenho da minha família. Quero agradecer a todos pelo carinho”, destacou Manarelli.

Homenagem – Pouco antes da largada para a quinta etapa, o ciclista paralímpico Soelito Gohr, que representa a equipe paulista Memorial/Santos, entregou a camiseta de campeão mundial, conquistada no último dia 14 de abril, em Aguascalientes, no México, nas mãos da consultora de marketing da Caixa Econômica, Silvia França, que ficou emocionada com a homenagem.

“É muito bom poder ver os resultados que o ciclismo esta alcançando em competições de nível mundial. Estamos acompanhando de perto a Volta Ciclística do Paraná e podemos observar que estamos contribuindo de forma muito positiva para a evolução da modalidade”, declarou Silvia.

Soelito levou o título mundial na prova de Scratch, disputada no Velódromo. Em sua preparação, o atleta treinou e foi acompanhado pela comissão técnica da Confederação Brasileira de Ciclismo que disponibilizou todo o acompanhamento necessário.

A Volta Ciclística Internacional do Paraná tem a organização e realização da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Federação Paranaense de Ciclismo (FPC), com supervisão da União Ciclística Internacional (UCI) e patrocínio da Caixa Econômica Federal. Todas as informações do evento estão disponíveis no hotsite oficial da prova.

Resultados

Classificação da quinta etapa:

  1. Alcides Vieira (Dataro/Bottecchia) – 2h39min04s
  2. Cristian Egidio (Dataro/Bottecchia) – mt
  3. Patricio Almonacid (Clos de Pirque) – a 1min04s
  4. Carlos Alexandre Manarelli (Funvic/BrasilInvest) – a 1min04s
  5. Mauricio Knapp (São Francisco Saúde/Ribeirão Preto) – a 1min04s

Classificação geral após a quarta etapa:

  1. Carlos Alexandre Manarelli (Funvic/BrasilInvest) – 16h45min20s
  2. Patricio Almonacid (Clos de Pirque) – a 19s
  3. Gregolry Panizo (Dataro/Bottecchia) – a 49s
  4. Alcides Vieira (Dataro/Bottecchia) – a 59s
  5. Mauricio Knapp (São Francisco Saúde/Ribeirão Preto) – a 1min15s

Classificação geral por pontos:

  1. Carlos Alexandre Manarelli (Funvic/BrasilInvest) – 35 pontos
  2. Victor Moreno (Seleção da Venezuela) – 31 pontos
  3. Honorio Machado (Seleção da Venezuela) – 23 pontos

Classificação geral Sub-23:

  1. Roniel Campos (Seleção da Venezuela) – 16h48min38s
  2. Endrigo Pereira (Memorial/Santos) – a 39s
  3. Carlos Viveros (San Fernando Renace) – a 1min36s

Classificação geral por equipes:

  1. Dataro/Bottecchia – 50h19min55s
  2. São Francisco Saúde/Ribeirão Preto – a 4min23s
  3. Seleção da Venezuela – a 4min38s

Fonte: Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização