20 de junho de 2024

Cruzamentos protegidos: Uma nova proposta de segurança para ciclistas

Cruzamentos protegidos: projeto criado pela George Mason University propõe uma solução simples para as áreas de interseção
Cruzamentos protegidos: projeto criado pela George Mason University propõe uma solução simples para as áreas de interseção

Planejadores e urbanistas finalmente se deram conta: se sua cidade é planejada de forma que você possa pedalar em vez de dirigir, ela será um lugar mais feliz e saudável para se viver

Assim começa o documento que apresenta a proposta desenvolvida pela George Mason University para o problema dos cruzamentos, que continuam sendo uma área de risco para os ciclistas, mesmo em cidades onde já exista uma rede cicloviária adequada.

A universidade do estado americano da Virginia participou de um concurso de urbanismo e apresentou o projeto dos cruzamentos protegidos. Trata-se de um conjunto de pequenas mudanças nas esquinas e áreas de interseção que garante a segurança de pedestres e ciclistas e diminui em muito o risco de acidentes.

A estrutura utilizada nesses cruzamentos planejados torna as interseções mais rápidas e seguras, além de permitir um deslocamento contínuo por parte dos ciclistas, o que elimina ou minimiza os conflitos com os carros. A ideia é mostrar que não importa o quão segura seja uma ciclovia se os cruzamentos não forem igualmente seguros e continuarem a ser zonas de risco para os ciclistas. Confira alguns exemplos de cruzamentos que utilizam elementos semelhantes aos utilizados no projeto da Mason University:

Sevilha, Espanha
Sevilha, Espanha
Torun, Polônia
Torun, Polônia
Montreal, Canadá
Montreal, Canadá

Fonte: The City Fix Brasil, por , com informações do website Updade or Die

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização