12 de junho de 2024

Pedalar reduz risco de Alzheimer na terceira idade, diz estudo

A prática habitual de exercícios físicos aeróbicos como o ciclismo diminui os riscos de se padecer com enfermidades degenerativas

Elderly couple riding bicycleAtualmente, qualquer pessoa por menos informada que seja sabe os benefícios quase que imediatos da prática de exercícios físicos para a saúde e o bem estar. Mas ao que parece, as vantagens vão muito mais além, sendo notadas a longo prazo.

Um recente estudo científico citado pelo website britânico Cycling Weekly assegura que o uso habitual da bicicleta em exercícios físicos auxilia de maneira decisiva a combater o risco de se padecer de enfermidades degenerativas como o Mal de Alzheimer. De acordo com o mesmo, entre os diversos exercícios, a prática do ciclismo encontra-se entre as melhores opções.

O estudo testou 10 pessoas, que pedalaram em uma bicicleta estática em intensidade moderada. Ao serem submetidos a um exame de tomografia parta medir a atividade cerebral, foi constatado que em todos os testados houve um aumento de até 70% no fluxo sanguíneo em determinadas áreas do cérebro afetadas pelo Alzheimer.

Os responsáveis pelo estudo extraíram do teste uma série de recomendações, entre elas, pedalar uma média de 45 a 60 minutos durante pelo menos quatro dias por semana.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização