17 de junho de 2024

Copa Internacional Levorin de MTB prevê 4.500 inscritos

levorin_capa

Quase 20 anos após a primeira edição, em 1996, a Copa Internacional Levorin de Mountain Bike, principal circuito de Mountain Bike da América Latina, reforça o papel de contribuir para o desenvolvimento e o crescimento da categoria no Brasil. Além de fomentar o esporte, a competição também promove impacto econômico relevante às cidades que a recebem.

Estima-se que R$ 1,5 milhão, em média, seja movimentado em cada uma das localidades. Em 2014, as cidades mineiras de Araxá, São João del-Rei e Congonhas e a estância turística de São Roque, em São Paulo, são as sedes das quatro etapas que, juntas, devem impactar mais de R$ 6 milhões.

O cálculo leva em consideração a quantidade de hóspedes em cada cidade, entre atletas, acompanhantes e pessoas envolvidas na produção da Copa Internacional Levorin de MTB – cerca de 300 profissionais – além da mídia. Em média, 6.000 pessoas vão para as cidades de cada etapa, sem contar o público local que vai ao evento. Somados, o número ultrapassa 20 mil pessoas por etapa e mais de 80 mil pessoas no ano.

“O impacto econômico é muito significativo durante o evento. Em uma cidade como Araxá, por exemplo, estamos há 11 anos com etapas da CIMTB Levorin e o retorno previsto para esse ano está próximo de dois milhões de reais”, estima Rogério Bernardes, organizador do circuito. “Mas os benefícios colhidos ultrapassam o período da prova. No decorrer do ano, a população fica mais motivada com o esporte e o número de praticantes e usuários de bicicleta se multiplica. Esse reflexo é observado nitidamente. Enxergamos como um processo de longo prazo para que as populações desfrutem do legado. Outro fator importante, é a relação do circuito com a saúde, natureza e o ambiente familiar que se estabelece entre outros aspectos positivos”, completa.

Números expressivos – Na soma das quatro etapas são esperados mais de 4.500 ciclistas, além de 1.500 corredores que participam das três provas pedestre “Night Run”, em Araxá, São João del-Rei e São Roque. A feira oficial organizada em cada etapa, com participação média de 40 empresas, ajuda a turbinar os números com os negócios realizados por empresas e entusiastas do mercado das bikes envolvendo mais de 200 marcas.

“Investimos muito na estrutura da feira para que o consumidor final, seja o atleta amador ou profissional, tenha contato com o que há de mais moderno em equipamentos, bikes, acessórios etc. No mesmo espaço, temos importadores e distribuidores expondo seus produtos e as lojas do segmento atendendo o ciclista com peças e componentes”, destaca Rogério Bernardes.

A premiação da CIMTB Levorin também colabora com o impacto econômico. Entre produtos e valores distribuídos aos vencedores desde as categorias amadoras até a super elite, a quantia total atinge R$ 260 mil.

Fonte: Esporte Alternativo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização