23 de junho de 2024
João Gaspar, campeão da quinta etapa - Foto: Ivan Storti

João “Canibal” Gaspar vence a 5ª etapa do 10º Tour do Brasil

João Gaspar, campeão da quinta etapa - Foto: Ivan Storti
João Gaspar, campeão da quinta etapa – Foto: Ivan Storti

Atleta da Ironage/Colner acaba com a hegemonia de São José dos Campos na prova

A rotina do 10º Tour do Brasil/Volta Ciclística do Estado de São Paulo foi finalmente quebrada nesta quinta-feira. Depois de quatro vitórias consecutivas, a equipe Funvic/BrasilInvest/São José dos Campos não conquistou o topo do pódio da quinta etapa, entre Brotas e Águas de Lindoia. O responsável por isso foi o jovem João Gaspar, de apenas 21 anos, conhecido como Canibal, vencedor do trecho mais longo, com 191,6 km, e mais duro terminando em uma subida forte a 1117 metros. Ele marcou 4h41min10seg851, garantindo a equipe Ironage/Colner, de São Paulo no lugar mais alto do pódio.

A segunda colocação foi de Alex Diniz Correia, o Meio Quilo, da Funvic, com 4h41min24seg466, enquanto a terceira ficou com Kleber Ramos, seu companheiro de equipe, com 4h41min44seg383.

O líder Magno Nazaret, da Funvic/BrasilInvest/São José dos Campos terminou a etapa em quarto, resultado que lhe assegurou a permanência na ponta da classificação individual do 10º Tour do Brasil Volta Ciclística de São Paulo. Agora, ele soma 14h09min04seg, seguido por Alex Correia, 14h10min29seg, e João Gaspar, 14h11min31seg. No Prêmio de Montanha, a liderança é de João Gaspar, com 25 pontos, e por Pontos de Alex Diniz, com 35. Na classificação de equipes, a Funvic segue em primeiro, com 42h30min58seg, vindo em segundo a EPM/Une Ciclismo/Colômbia, 42h47mun48seg, e em terceiro o Clube Dataro de Ciclismo (BRA), 42h49min09seg.

Pódio da etapa - Foto: Ivan Storti
Pódio da etapa – Foto: Ivan Storti

A quinta etapa, como era previsto, exigiu bastante dos participantes. Além da distância, por si só já desgastante com este clima quente, o final reservava uma subida de respeito, bem puxada. Com isso, os principais destaques da prova até o momento acabaram se guardando para o desafio final. Neste contexto, o jovem João Gaspar acabou levando a melhor e impendido uma nova vitória dos atletas de São José dos Campos. Quem também apostou na vitória de João Gaspar foi o ex-ciclista Cássio de Paiva, campeão da Volta de Portugal, e que prestigiu a quinta etapa.

“O que ajudou muito no dia foi a fuga antes do meio da prova, que deixou a corrida mais tranquila para mim. A equipe me protegeu ao longo do percurso e poupei energia para a parte final da prova. Assim consegui chegar descansado para os últimos 10 quilômetros”, declarou o vencedor. “A subida final foi muito difícil e duríssima, mas como sou especialista em montanha tenho mais facilidade para enfrentar longos aclives. Com essa vitória continuo com a camisa da Sub 23 e ganhei a de montanha”, finalizou.

Para o líder Magno Nazaret, o momento é de pensar dia a dia. “Estão brigando pelas vitórias os mesmos que estão na ponta. Eu corri me defendendendo e vou assim até quando der, pois estamos controlando”, explicou. Com relação a etapa, ele destacou a dificuldade.”Foi um trecho duro, sem falar do clima e desta chegada muito forte. Valeu pelo desafio”, finalizou.

Sexta etapa – A sexta etapa da competição apresenta o segundo maior percurso. Desta vez serão 161,4 km entre Águas de Lindoia e Atibaia, com largada às 7h, na Praça Adhemar de Barros, em Águas de Lindoia, e chegada prevista para as 12h20, na Igreja Matriz de Atibaia.

Vídeo:

Resultados

5ª etapa – Brotas/Águas de Lindoia – 191,6 km

  1. João Gaspar (Ironage/Colner/BRA), 04h41’20”
  2. Alex Diniz Correia (Funvic Brasilinvest/São José dos Campos/BRA), 04h41’24”
  3. Kleber da Silva Ramos (Funvic Brasilinvest/São José dos Campos/BRA) 04h41’44”
  4. Magno Nazaret (Funvic Brasilinvest/São José dos Campos/BRA), 04h41’44”
  5. Oscar Miguel Sevilla (EPM/Une Ciclismo/Colômbia), 04h41’50”
  6. Willian Chiarello (São Lucas/Giant/Bontranger/Americana/BRA), 04h42’11”
  7. Oscar Sanches Guarin (Funvic Brasilinvest/São José dos Campos/BRA), 04h42’18”
  8. Alan Maniezo (São Lucas/Giant/Bontranger/Americana/BRA), 04h42’54”
  9. Edson Calderon (4-72 Colombia/COL), 04h42’56”
  10. Yondet Godoy (Androni Giocattoli/ITA) 04h43’02″

Classificação Geral Individual após cinco etapas

  1. Magno Nazaret (Funvic Brasilinvest/São José dos Campos/BRA), 14h09’04” –
  2. Alex Diniz Correia (Funvic Brasilinvest/São José dos Campos/BRA), 14h10’29”
  3. João Gaspar (Ironage/Colner/BRA), 14h11’31”
  4. Oscar Miguel Sevilla (EPM/Une Ciclismo/Colômbia), 14h11’36”
  5. Willian Chiarello (São Lucas/Giant/Bontranger/Americana/BRA), 14h12’59”
  6. Oscar Sanches Guarin (Funvic Brasilinvest/São José dos Campos/BRA), 14h14’09′
  7. Rodrigo do Nascimento (São Francisco Saúde/Açúcar Caravelas/Gold Meat/SME Ribeirão Preto/BRA),14h16’14”
  8. Alan Maniezo (São Lucas/Giant/Bontranger/Americana/BRA), 14h16’31”
  9. Diego Ochoa (4-72 Colômbia), 14h16’58” +00h07’54”
  10. Gregolry Panizo (Clube Dataro de Ciclismo/Bottecchia/BRA), 14h16’58”

Classificação Geral de Montanha

  1. João Gaspar (Ironage/Colner/BRA), 25
  2. Oscar Eduardo Sanches Guarin (Funvic Brasilinvest/São José dos Campos/BRA), 12
  3. Kleber Ramos (Funvic BrasilInvest/São José dos Campos/BRA), 9

Classificação Geral por Pontos

  1. Alex Diniz Correia (Funvic Brasilinvest/São José dos Campos/BRA), 35
  2. Magno Nazaret (Funvic Brasilinvest/São José dos Campos/BRA), 28
  3. Flávio Cardoso Santos (Funvic Brasilinvest/São José dos Campos/BRA), 23

Classificação Geral por equipes após cinco etapas

  1. Funvic BrasilInvest/São José dos Campos(BRA), 42h30’58”
  2. EPM/Une Ciclismo/Colômbia(COL), 42h47’48”
  3. Clube Dataro de Ciclismo/Bottecchia(BRA), 42h49’09”
  4. OFM/Quinta da Lixa(POR), 42h55’49”
  5. São Lucas/Giant/Bontranger/Americana(BRA),42h56’37”
  6. 4-72 Colômbia(COL), 42h59’11”
  7. Ironge/Colner(BRA), 43h03’16”
  8. Andrioni Giocatolli(ITA),43h09’51”
  9. São Francisco Saúde/Açúcar Caravelas/Gold Meat/SME (BRA), 43h20’59”
  10. Brasilinvest/Suzano/Eqmax(BRA), 43h24’31”

Fonte: Federação Paulista de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização