12 de junho de 2024

Equipe BMC demite Alessandro Ballan após suspensão por doping

Ciclista italiano foi suspenso por dois anos devido a utilização de substâncias proibidas e pode dar adeus a carreira

BallanO italiano Alessandro Ballan, campeão mundial de ciclismo em 2008, foi demitido da equipe BMC Racing Team pouco após o Comite Olímpico da Itália (CONI) determinar sua suspensão por dois anos devido ao uso de doping.

“Em cumprimento à nossa rígida política anti-dopping, Alessandro Ballan não faz mais parte da BMC Racing Team”, disse o diretor geral da equipe, Jim Ochowicz em comunicado à imprensa nesta sexta-feira (17).

Ballan havia sido investigado como parte da Operação Mantova, centrada nas atividades de sua equipe anterior, a Lampre. Na época, ele foi acusado de ter realizado uma transfusão de sangue na clínica do médico italiano Fiorenzo Egeo Bonazzi em 2009. Bonazzi foi penalizado pela prática com o banimento de quatro anos pela CONI. Além de Bonazzi, o farmacêutico Guido Nigrelli foi banido vitaliciamente do Ciclismo.

Alessandro Ballan, de 34 anos, já havia sido suspenso anteriormente por duas vezes por sua equipe (durante as provas Paris-Roubaix, em 2010 e o Giro d’Italia, em 2011), antes de ser autorizado a apresentar recurso.

Vítima de um grave acidente em 2013, o vencedor da Volta à Flandres (2007) voltou à competição em junho, porém não conseguiu recuperar o nível competitivo anterior. Agora, o ciclista italiano encara um possível fim de carreira sem equipe e a reputação manchada.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização