15 de julho de 2024

Aplicativo da Wikiloc se destaca pela facilidade e recursos de navegação

Com a vasta opção de aplicativos de smartphones para navegação por GPS, fica cada vez mais difícil saber qual a melhor opção para utilização em trilhas de mountain bike. Muitos dos aplicativos não permitem a importação de tracklog de terceiros, tornando-os quase inúteis para a  prática do mountain bike. Por outro lado, apps mais sofisticados como o Locus e o Orux, possuem esta funcionalidade, mas são complicados de se usar, desanimando os leigos logo na primeira tentativa com recursos que raramente serão utilizados no mountain bike.

Pensando nisto, a Wikiloc desenvolveu seu próprio aplicativo, compatível com as plataformas Android e iOS, cujo principais destaques são a facilidade de uso e a possibilidade de importação, exportação e compartilhamento de tracklogs. Tudo isto de uma maneira fácil e intuitiva, bastando criar uma conta gratuita no Wikiloc e instalar o aplicativo em seu smartphone ou tablet.

Uma coisa que agrada logo de cara é que, ao contrário da concorrência, este aplicativo foi desenvolvido para a utilização em trilhas. O Wikiloc utiliza como fundo para os tracklogs imagens de satélite do Google Earth e não um simples mapa, que na maioria das vezes funciona muito bem nas cidades, mas no meio do mato mostra apenas um grande vazio. Em pedaladas exploratórias, as imagens de satélite ajudam na localização de singletracks, rios, florestas etc. de maneira muito mais eficiente.

Utilização – Após a instalação do aplicativo, é solicitada ao usuário a realização da configuração inicial, na qual são inseridas informações como o nome de usuário da rede Wikiloc, as unidades de medida de preferência (km ou milhas), nível de precisão do GPS, qualidade das fotos etc. O aplicativo possui suporte a várias línguas, entre elas o Português (Brasil).

Usar o Wikiloc é ridiculamente simples. Basta clicar em “Gravar Trilha”, escolher a modalidade de atividade (mountain bike) e, ao término da trilha, clicar em “Finalizar” e salvar o arquivo. Nesta etapa, o usuário poderá optar ainda por compartilhá-la nas redes sociais Wikiloc e Facebook.

É possível ainda realizar uma busca por trilhas próximas à região onde o usuário se encontra, função bastante útil para aqueles que não dispõem de tracklog previamente instalado no smartphones. Neste caso, é necessária a assinatura do serviço Search Pack, que pode ser adquirida pelo pereço de 12,86 reais (assinatura vitalícia).

O Wikiloc – O site de compartilhamento de informações e rotas Wikiloc é uma comunidade de milhares de amantes de atividades ao ar livre que compartilham as suas melhores rotas de todo o mundo. Atualmente, conta com cerca de 900 mil usuários  em todo o mundo, que compartilham nada menos que 1,8 milhões tracklogs de trilhas percorridas a pé, de carro e de mountain bike, entre outros, além de quase 3 milhões de fotos.

Todas as trilhas disponíveis utilizam a interface de imagens e mapas do Google Earth, o que torna a experiência bastante fácil e agradável, mesmo para quem não tenha experiência com aparelhos GPS.

Boa alternativa em relação a outros aplicativos de utilização mais complicada

Facilidade de uso
Possibilidade de compartilhamento de trilhas com outros usuários
Utiliza o Google Earth como imagem de fundo
Importa e exporta tracklogs no formato GPX
Capacidade de carregar mapas off-line
Preço

Bom!

Prós: Facilidade de uso, possibilidade de compartilhamento de trilhas com usuários de todo o mundo, utiliza o Google Earth como imagem de fundo, importa e exporta tracklogs no formato GPX (com opção de compartilhamento via redes sociais), software em português. Contras: Não é compatível com sensores de cadência e monitores cardíacos, Para a função de busca por trilhas de outros usuários é necessária a assinatura do serviço Search Pack

O aplicativo está disponível para download gratuito para as plataformas Android e iOS. Para baixá-lo, clique em um dos ícones abaixo:

app-store

google-play

Sobre o autor

André Ramos é editor do website MTB Brasília
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização