15 de junho de 2024

10 alimentos que melhoram o desempenho esportivo do cérebro

CereaisÉ comum que as pessoas que praticam exercícios associem a fadiga a um problema cardíaco, pulmonar ou muscular. Um número cada vez maior de estudos, no entanto, indica que boa parte do cansaço é determinada pelo cérebro. Ou seja, o humor influencia o resultado final do exercício. Samuel Máncora, pesquisador da Universidade de Kent, Inglaterra, realizou uma série de experimentos que confirmam isso.

Graças a essas pesquisas, sabemos hoje que o cérebro é um fator fundamental na melhoria do desempenho físico. É por isso que os psicólogos esportivos aconselham treinar tanto a mente como o corpo, e colocar em prática certas estratégias de automotivação que permitam otimizar a função geral do cérebro. Criar hábitos alimentares saudáveis é uma dessas estratégias.

O corpo é uma máquina que precisa da energia fornecida pelos alimentos para se movimentar e se recuperar. Quanto melhor é a alimentação, maior é o rendimento. A dieta de qualquer atleta deve incluir três elementos fundamentais: carboidratos, proteínas e gorduras. Por exemplo, se um atleta pratica musculação, é essencial consumir proteínas antes e depois da atividade, para que o organismo produza os aminoácidos que reparam e fortalecem o tecido muscular. Se o exercício for aeróbico, o fator essencial será a hidratação (embora seja importante tomar água ao longo de toda a atividade física).

Quem treina regularmente deve consumir a quantidade adequada de antioxidantes, proteínas, carboidratos, Omega-3 e vitaminas.

Fonte: Discovery Brasil

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização