1 de dezembro de 2023
Lucas Borba no Chile - Foto: Claudio Olguin / Divulgação

Brasileiros garantem o título de 2013 no Open Shimano Latino América

Lucas Borba no Chile - Foto: Claudio Olguin / Divulgação
Lucas Borba no Chile – Foto: Claudio Olguin / Divulgação

O fim de semana foi de comemoração para dois pilotos brasileiros de downhill na etapa chilena do Open Shimano Latino América 2013, realizada em Nevados de Chillan.

O catarinense Lucas Borba confirmou o favoritismo. A segunda colocação na categoria juvenil foi suficiente para garantir o título de campeão da temporada, enquanto Leandro Bonfante venceu a segunda etapa seguida, ultrapassou o compatriota Anderson Luis Robl no ranking da máster A1 e assegurou o troféu de 2013.

Lucas Borba entrou na última e decisiva prova com cinco pontos de vantagem para o também brasileiro Silvio Felix (78 a 73). No duelo catarinense, quem terminasse à frente no Chile seria o campeão do ano. Borba levou a melhor. Tanto na classificação quanto na final, o piloto de Ibirama foi superior ao rival, de Palhoça. Na sexta-feira (13) Borba registrou o segundo melhor tempo do torneio juvenil, enquanto Félix foi o quarto. Na descida de sábado, Félix conseguiu melhorar sua colocação, terminando em terceiro com 3m4s24, entretanto o tempo não foi suficiente para bater Borba, segundo colocado com 3m3s13. Vencedor da etapa, o chileno Guga Ortiz registrou 2m58s54, segundo melhor tempo entre todos os competidores do fim de semana.

Na master A1, Leandro Bonfante venceu a segunda etapa consecutiva. Após o título em La Falda, em Córdoba (ARG), o ciclista gaúcho confirmou o bom momento, triunfando também em Nevados de Chillan. O piloto baixou em quase três segundos seu tempo em relação à classificatória. Após garantir a melhor colocação na sexta, com 3m25s78, Bonfante registrou 3m22s81 no sábado e superou Diego Echeverria (CHI), segundo colocado, que fez sua descida em 4 segundos a mais do que o brasileiro.

Representando o País na principal categoria, a pro, Roger Vieira não conseguiu repetir a boa descida de sexta, quando classificou-se em segundo lugar para a final. Porém, mesmo com a sétima colocação geral no Chile, com o tempo de 3m07s23, Vieira não deixou escapar o vice-campeonato geral. O título da etapa e do ano ficou com o chileno Maurício Acuña, vencedor de duas das três etapas do Open Shimano Latino América. Em sua apresentação, o piloto foi imbatível: 2m55s08, melhor marca do torneio.

Vitória no GP Ravelli – Os atletas Shimano disputaram neste domingo (15) o GP Ravelli, em Nova Odessa, interior de São Paulo. Encerrando o ano com mais uma atuação eficiente, a goiana Raiza Goulão subiu no topo do pódio, com a marca de 1h08min31seg e levou um prêmio de 5 mil reais. “Estou muito feliz. O Natal vai ser repleto de presentes para meus amigos e familiares”, comemorou a ciclista da Soul Riders, equipe catarinense. Isabella Lacerda (LM/Shimano) foi a segunda colocada, com o tempo de 1h09min4seg.

No masculino, Ricardo Pscheid, também da Soul Riders, teve uma manhã difícil. Após um pneu furado, concluiu a competição em sétimo lugar. “Logo na primeira volta, quando estava no pelotão da frente, acabou furando meu pneu traseiro, o que me fez perder contato com os primeiros colocados. Tentei recuperar, porém senti o cansaço acumulado da temporada inteira. Lutei muito para completar a prova”, contou Pscheidt. “Agora é aproveitar as duas semanas de férias com a família”, concluiu. O vencedor, recebendo 20 mil reais de prêmio, foi Henrique Avancini.

Fonte: Esporte Alternativo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização