16 de julho de 2024

Conheça os materiais têxteis usados nas roupas de ciclismo

A melhor maneira de saber mais sobre a composição dos tecidos utilizados na sua roupa de ciclismo é olhando na etiqueta. Além da da qualidade do corte, da costura e do acabamento, os tecidos tem papel fundamental na qualidade da roupa de ciclismo. Ainda que grandes marcas possuam a capacidade de desenvolverem matéria-prima exclusiva, a maioria dos fabricantes utilizam com maior frequência os materiais descritos abaixo:

CoolMax – Trata-se de uma fibra sintética que possui uma estrutura de alta capilaridade, cuja maior característica é a capacidade de expulsar o suor. Além disso, o tecido mantém a respiração do corpo, levando o resfriamento distante de sua pele, movendo-o para as camadas externas para evaporação.

Dorlastan – A alemã Bayer desenvolveu este tecido para roupas que requerem um tecido muito elástico e estável, que não estira facilmente, como bermudas e maiôs de banho. As roupas confeccionadas neste tecido possuem grande durabilidade.

Linha T.Lady da Assos
Linha T.Lady da Assos

Gore-Tex – é o nome comercial de alguns produtos desenvolvidos pela W.L. Gore para uso em indústria de confecção. Inicialmente o termo era o sinônimo de uma tecnologia de tecidos laminados com um filme microporoso, o que conferia ao produto a qualidade de ser impermeável à água líquida ao mesmo tempo em que permitia a livre passagem de moléculas de água na forma de vapor. Em outras palavras as roupas com a etiqueta Gore-Tex tinham a garantia de serem impermeáveis, ao mesmo tempo que permitiam a saída da umidade interna em forma de vapor. Excelente na confecção de casacos corta-vento.

Suplex – Um derivado do nylon, patentado pela Dupont. Trata-se de um tecido inteligente e funcional pela sua construção, voltado para roupas de fitness. A flexibilidade do Suplex é maior que a da Lycra, além de alongar-se em todas as direções. Possui um toque macio, parecido com o do algodão, conferindo aderência total à forma do corpo e dando conforto térmico, devido à rapidez da transferência de calor e umidade. Não cria odores de transpiração e é de fácil lavagem e secagem.

Tactel – Tecido que tem por característica o equilíbrio entre capilaridade, conforto e capacidade térmica. De acordo com testes, o fio Tactel é pelo menos duas vezes tão suave e 20% mais leve do que a maioria dos outros fios. Ele também seca oito vezes mais rápido do que o algodão, além de ser três vezes mais resistente. Utilizado na confecção de bermudas freeride e bonés.

Linha Giordana Stargate
Linha Giordana Stargate

Thermolite – Os tecidos fabricados neste material fornecem calor e conforto sem serem pesados, mesmo quando molhados. Por serem confortáveis e leves, permitem liberdade de movimento, tornando-o uma camada perfeita. Seus fios com centro oco capturam o ar para maior isolamento e um desempenho leve, mas resistente. Seca 20% mais rápido do que outros tecidos de isolamento e 50% mais rápido do que o algodão e por isto, é muito utilizado na confecção de casacos.

Thinsulate – Produzido pela 3M, o Thinsulate constitui de uma manta em não-tecido composta por aproximadamente 67% de polipropileno e 35% de poliéster. Não absorve água, evitando aumento do peso, proliferação de micro organismos e conseqüente geração de odores. Muito utilizado na fabricação de luvas.

Windstopper – Tecido similar ao Gore-Tex, com a diferença de não ser a prova de água. Seu principal benefício é ser totalmente a prova de vento. Conta com um polímero extremamente versátil que se expande para criar uma superfície de micro poros, permitindo a respirabilidade, de forma que o calor corporal passe livremente através do tecido. Assim, oferece maior conforto térmico, permitindo o uso em climas diferentes.

WindTex – Possui as mesmas características do  Windstopper, porém mais econômico. Em situações extremas pode ser menos eficiente na retenção térmica e transpiração. Muitas marcas optam por utilizá-lo na confecção de manguitos e pernitos de inverno.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização