19 de junho de 2024
Suplicy (D) e Randolfe (C): senadores pretendem utilizar mais a bicicleta para virem ao trabalho - Foto: Agência Senado

Senadores deixam o carro de lado e vão para o congresso de bike

Suplicy (D) e Randolfe (C): senadores pretendem utilizar mais a bicicleta para virem ao trabalho - Foto: Agência Senado
Suplicy (D) e Randolfe (C): senadores pretendem utilizar mais a bicicleta para virem ao trabalho – Foto: Agência Senado

Moradores da mesma quadra em Brasília (SQS 309), os senadores Randolfe Rodrigues (PSol-AP) e Eduardo Suplicy (PT-SP) adotaram nesta quinta-feira (19) a bicicleta como meio de transporte até o trabalho, no Senado. A iniciativa foi tomada para marcar a Semana Nacional da Mobilidade Urbana e o Dia Mundial sem Carro, dia 22 de setembro.

O percurso, de cerca de sete quilômetros, foi vencido em cerca de meia hora, passando pelo setor de Brasília onde estão instaladas as embaixadas, onde há menos trânsito e uma vista privilegiada do Lago Paranoá.

Enquanto Suplicy optou pela roupa social, Randolfe preferiu um traje mais esportivo. Os dois saíram de casa às 8h40 e chegaram ao Senado às 9h10, onde, após uma conversa com manifestantes na Esplanada dos Ministérios, seguiram para a reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Além de transporte ecologicamente correto, Suplicy destaca que a bicicleta é uma boa forma de fazer exercício físico e cuidar da saúde. “O percurso é curto e, de bicicleta, leva quase o mesmo tempo se viéssemos de carro”, afirmou o parlamentar, que já fez o trajeto semelhante em outra ocasião.

Apesar de o trajeto ser feito na mesma via que os carros, Randolfe não encontrou riscos no convívio entre ciclistas e motoristas. Ainda assim, ele considera fundamental que haja campanhas educativas para melhorar a segurança para trânsito de bicicletas nas cidades brasileiras. Randolfe usou a bicicleta emprestada de um amigo, mas já decidiu que vai comprar uma para fazer o trajeto com mais frequência.

As ciclovias em implantação em Brasília, por motivos de segurança e facilidade de acesso, não foram usadas por Suplicy e Randolfe, já que não têm sua ligação completa até o Eixo Monumental, onde fica o Congresso Nacional. Os senadores foram acompanhados por servidores do Senado que já adotaram a bicicleta como meio de transporte diariamente.

Fonte: Agência Senado

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização