22 de junho de 2024

Dor no joelho, a eterna inimiga do ciclista

Dores no joelho são provavelmente a queixa mais frequente entre os ciclistas, juntamente com dores na região lombar. Em alguns casos, isto pode ser evitado caso se tomem algumas precauções

Dores no joelhoIndependentemente do histórico médico de cada ciclista e das características individuais de cada um, este tipo de dor é associado com as seguintes circunstâncias: pedalar com um ângulo de flexão excessivo do joelho (selim muito baixo ou pedivela com pernas muito grandes), pedalar empregando baixa cadência de rotação em marchas pesadas e incrementos de carga de treinamento (volume ou intensidade) de maneira pouco gradual ou excessiva. Por esta razão, a primeira medida a ser tomada deve ser descartar os motivos descritos acima como motivo para o problema.

O ângulo de flexão do joelho (quando o pedal está na parte mais alta da pedalada) é definido pela altura do selim, assim como pelo tamanho do pedivela. Este ângulo é incrementado a medida em que subimos a altura do selim, assim como quando aumentamos a longitude do pedivela. Como objetivo é evitar a flexão demasiada do joelho, a solução é aumentar a altura do selim. Por outro lado, subir o selim excessivamente poderá ser prejudicial, diminuindo a potência da pedalada e ainda arrisca-se a ter problemas na lombar por excesso de carga na região. Uma possível solução está na utilização de pedivelas mais curtos (165-170mm). Ao contrário do que se supões, isto não irá causar nenhuma perda de rendimento, como foi provado nos últimos estudos científicos realizados sobre o assunto.

Para se determinar a cadência de pedalada ideal, sempre é recomendável a instalação e utilização de um ciclocomputador que marque a cadência. O ideal seria trabalhar na frequência de cadência em torno de 70 pedaladas por minuto, para minimizar a tensão sobre o joelho.

Fonte: Mountain Bike España

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização