16 de junho de 2024
Acima, ciclista morta recebe homenagem póstuma; número de fatalidades vem caindo desde 2005

Número de mortes de ciclistas cai 42% em São Paulo

Acima, ciclista morta recebe homenagem póstuma; número de fatalidades vem caindo desde 2005
Acima, ciclista morta recebe homenagem póstuma; número de fatalidades vem caindo desde 2005

A Companhia de Engenharia de Tráfego da cidade de São Paulo – CET realizou um levantamento que aponta uma queda de 42% no número de mortes de ciclistas na capital paulista. De acordo com a pesquisa, neste ano foram registradas 15 mortes entre as pessoas que utilizam a bike como meio de transporte, contra 26 fatalidades documentadas em 2012.

Embora os acidentes envolvendo ciclistas ainda sejam comuns em São Paulo, o órgão de trânsito afirma que o número de vítimas fatais é o menor desde 2005, quando foram registradas 36 mortes de ciclistas na capital – causadas, principalmente, pela intolerância e falta de respeito dos condutores de automóveis com as pessoas que utilizam as bicicletas na cidade.

O aumento do número de ciclistas, associado aos esforços de conscientização no trânsito, são fatores que colaboram para a redução das mortes sobre dois pedais na capital paulista. Segundo a Folha de S. Paulo, a CET também relaciona a queda ao aperto da fiscalização e aplicação de multas a quem desrespeita as bikes. Fora isso, o órgão recentemente lançou o curso “Pedalar com Segurança”, que tem por objetivo ampliar as noções de tráfego entre os ciclistas de São Paulo, cidade onde um motorista é multado a cada hora, por faltar com respeito ao ciclista. O problema é que a menor quantidade destas penalidades é aplicada aos condutores que ameaçam a vida de quem anda de bike.

No final de agosto, a morte do atleta Igor Gabia, de 18 anos, ganhou destaque na imprensa. Conhecido entre os ciclistas, o rapaz foi atropelado por um caminhão numa importante rodovia, na zona oeste de São Paulo, ao fugir de um assalto. No fim do mês passado, também foi registrada a morte por atropelamento do cozinheiro José Aridelson de Lima, de 37 anos. O motorista fugiu do local sem prestar socorro à vítima.

Fonte: CicloVivo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização