23 de junho de 2024

Qual a altura correta do selim de sua bicicleta?

SelimQuando pedalamos, devemos oferecer ao nosso corpo o máximo de conforto e bem estar. Principalmente aos nossos joelhos, que não foram feitos para suportar esforço excessivo quando dobrados.

E uma lesão de joelho, a dor e as consequências são algo que nenhum mortal esquece, deixando na maioria das vezes, sequelas para o resto da vida.

Às vezes sentimos dor só de ver uma pessoa pedalando com o selim lá embaixo. Pobre joelho!

Pessoas ainda inexperientes que andam de bicicleta, acabam deixando o banco numa posição muito abaixo da indicada. Qual o problema? Como nossos joelhos não foram feitos para trabalhar sob esforço na posição dobrada, acabamos lesionando-os, causando transtornos desnecessários. Isso até não tem tanta importância se estamos tratando de um ciclista eventual (aquele que só dá umas voltas de fim de semana). Porém se começamos a pedalar com mais frequência e principalmente se estamos pensando numa viagem de bicicleta, aí temos que aprender direitinho a posição do selim.

A altura do selim não apenas evita danos aos joelhos, mas faz com que você obtenha a máxima potência de suas pernas, aumentando e favorecendo seu desempenho.

O selim alto demais também causa problemas. Não se pode “rebolar” numa bicicleta e se isso acontece, a pressão na sua bacia aumenta, criando dores na ciática e lombares, além de um enorme desperdício de esforço ao pedalar.

A altura ideal do selim é individual, ou seja, cada um tem a sua altura ideal. Ela pode ser verificada da seguinte maneira: sente-se na bicicleta e coloque os pés nos pedais (lembre-se de se apoiar numa parede ou outro lugar que lhe dê estabilidade). Apoie a parte posterior (de trás, perto do calcanhar) do seu pé no pedal. Colocando os pedais na posição mais baixa possível, sua perna deve ficar quase completamente esticada. Essa é uma boa altura, porque suas medidas foram feitas a partir do calcanhar nos pedais.

Selim alto demais também causa problemas e desconforto. Para saber se o banco está alto demais, comece a pedalar e observe: se “rebolar”, pare e abaixe um pouco mais o banco. O “rebolado” causa assaduras devido ao atrito do corpo com o selim, além de dores nas costas devido ao esforço dos movimentos laterais.

Uma boa pedalada requer atenção aos pequenos e importantes detalhes, para que você obtenha dela o máximo de benefício, conforto e bem estar.  Não adianta ter uma excelente bike se você não sabe tirar o máximo proveito dela!

Fonte: Bike Guru

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização