12 de junho de 2024
Henrique Avancini foi o melhor brasileiro na Elite - Foto: EGO/Promotion

Brasileiros conquistam bons resultados na Copa do Mundo

Regularidade entre os atletas marcou a participação da seleção brasileira durante a sexta etapa da Copa do Mundo no Canadá

Henrique Avancini foi o melhor brasileiro na Elite - Foto: EGO/Promotion
Henrique Avancini foi o melhor brasileiro na Elite – Foto: EGO/Promotion

A seleção brasileira de Mountain Bike manteve o bom desempenho das últimas competições e mais uma vez comprovou sua evolução nas provas internacionais. Durante a sexta etapa da Copa do Mundo, realizada neste sábado (10), no Canadá, os integrantes da seleção chegaram próximo do pódio e estiverem sempre entre os primeiros colocados.

“Conseguimos uma média muito positiva de resultados com todos os atletas que foram convocados. Durante as provas, estávamos sempre figurando no grupo dos lideres e isso é muito importante. Acredito que fizemos um bom trabalho e todos os atletas merecem ganhar os parabéns pela dedicação e pelos resultados obtidos”, declarou Ruy Avancini, técnico da Seleção Brasileira de Mountain Bike.

Além do resultado inédito da ciclista Raiza Goulão, conquistando a sexta colocação na Sub-23, toda a equipe brasileira conseguiu resultados positivos que demonstram a renovação e evolução do Mountain Bike brasileiro. Na prova da Elite masculina, Henrique Avancini foi o melhor da seleção terminando na 28ª colocação, seguido por Rubens Donizete 36º e Ricardo Pscheidt 38º colocado. O campeão da prova masculina foi o francês Julien Absalon.

Isabela Lacerda que representou o Brasil na Elite feminina também terminou no top 30, ocupando a 28ª posição. Em sua categoria, Katerina Nash, do Cazaquistão, foi quem levou a melhor e ficou com a medalha de ouro.

Entre os atletas da Sub-23 masculina, uma das categorias mais disputadas, Luiz Henrique Cocuzzi chegou a disputar a primeira colocação durante as três primeiras voltas, mas acabou perdendo rendimento e finalizou na 14ª colocação. Frederico Nascimento, também da Sub-23, completou na 29ª colocação.

“Disputar uma etapa de Copa do Mundo é sempre muito complicado. Os principais atletas do Mountain Bike fazem uma preparação especifica para esse tipo de prova e conseguir terminar entre os primeiros é um trabalho bastante difícil, mas aos poucos estamos evoluindo e quebrando esse tabu. Chegamos muito perto do pódio com a Raiza e terminamos todas as outras categorias entre os top 40, o que já demonstra uma grande evolução do nosso trabalho”, destacou Francisco Florencio, Diretor do Departamento de Alto Rendimento da Confederação Brasileira de Ciclismo.

O próximo desafio da Seleção Brasileira será o Campeonato Mundial, que será realizado entre os dias 26 de agosto a 1º de setembro, em Pietermaritzburg, na Africa do Sul.

Fonte: Federação Paulista de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização