21 de fevereiro de 2024

Conheça o Vector, o medidor de potência da Garmin

O sistema de medição de potência é composto por um para de pedais de encaixe (padrão Look), seus respectivos taquinhos e dois transmissores wireless, que transmitem os dados para o GPS Garmin.
O sistema de medição de potência é composto por um par de pedais de encaixe (padrão Look), seus respectivos taquinhos e dois transmissores wireless, que transmitem os dados para o GPS Garmin.

Já faz algum tempo que os medidores de potência conseguiram seu “lugar ao sol” no meio do ciclismo, principalmente para quem procura melhorar seus números e principalmente, fazer um upgrade em seus resultados.

Já existem treinadores muito bem preparados e por que não dizer especializados para passar treinamentos/planilhas baseados em medidores de potência. Alguns, até preferem o medidor de potência ao antigo Monitor Cardíaco, isso porque as variações cardíacas nem sempre “deixam” o ciclista cumprir com o que a planilha indica para aquele dia. Exemplo disso é aquele dia em que você está cansado, dificilmente seu coração vai subir o quanto você precisaria nestas condições, em contrapartida, nos dias que você está muito bem, pode gastar menos energia do que estava previsto na sua planilha, porque dentro daquele batimento você não estará fazendo nada de força por estar muito bem.

O potenciômetro envia as informações via wireless para o GPS Garmin Edge
O potenciômetro envia as informações via wireless para o GPS Garmin Edge

De olho neste problema, foram desenvolvidos os medidores de potência que demonstram exatamente o que você está imprimindo de força (Watts), assim, descansado ou não, se o seu treino for para manter uma média de 300 watts, você o fará, independente de seu coração subir ou não. Se isso é bom ou ruim, será em outra matéria que discutiremos.

Inicialmente foram criados medidores do potência que eram instalados dentro dos cubos e também nos movimentos centrais das bicicletas. Já a Garmin inovou lançando um sistema de medição ainda mais preciso que os anteriores, o Garmin Vector. O Vector consiste em um par de pedais que possuem um mecanismo de medição de potência em seu interior que transmitem informações para um transmissor wireless que por sua vez, emite os dados para o seu Garmin da série Edge (modelos 500, 510, 800 ou 810).

O sistema é de fácil instalação. Basta substituir os pedais originais pelos pedais e os receptores do Garmin Vector
O sistema é de fácil instalação. Basta substituir os pedais originais pelos pedais e os receptores do Garmin Vector

Vantagens – Uma das vantagens consiste na precisão desse modo de medição, uma vez que o usuário saberá exatamente o quanto de potência ele imprime em cada perna, pois os pedais possuem medidores individuais que se comunicam simultaneamente com o Edge 500/800 e caso existe grande diferença entre elas, um trabalho específico de musculação poderá melhorar e muito a sua performance.

Outra vantagem consiste na facilidade que tanto os Edge, quanto o Vector possuem de serem instalados em todas as suas bicicletas, basta você transferir os seus pedais para a bicicleta que for utilizar no dia e pronto.

Eu tenho que ter um Garmin?

Sim amigo, se você ainda não tem um Garmin, chegou a hora de comprar, pois você não sabe o que está perdendo! Nem vou falar das inúmeras vantagens que se tem, vou mencionar apenas que através do site Connect Garmin, você poderá baixar e visualizar todos os seus treinos do ano com informações detalhadas e individualizadas com gráficos e números.

É difícil instalar?

Não, é extremamente simples, basta você colocar os pedais na bicicleta, fazer o emparelhamento do Vector com o seu Edge e estará tudo prontinho para você descobrir todas as informações necessárias sobre potência.

Por que usar um medidor de potência?

Nem sempre o coração é um método de medição confiável como já mencionei anteriormente, ainda sim, ele trabalhará em parceria com o Vector, porque o Edge também faz leitura cardíaca e assim você estará de posse das duas informações ao mesmo tempo, basta configurar a tela do Garmin Edge para isso.

Na prática você terá acesso a informações, como por exemplo, sua potência máxima e média, dessa forma, reunirá informações precisas suficientes para saber quando está se aproximando do seu máximo e poderá evitar uma possível “quebra” prematura em uma competição ou mesmo treinamento.

Para quem gosta de um contra relógio, o medidor de potência é uma ferramenta de treino essencial, porque dela você poderá receber informações preciosas que vão ditar o seu ritmo durante a pedalada, não em velocidade, pois fatores como vento e subidas podem comprometer os dados, mas com um medidor de potência, você poderá manter o ritmo que seu corpo suporta por mais tempo, pois estará a imprimir aquilo que seu corpo suporta sem variações que podem encher as suas pernas de ácido como comumente acontece com quem não sabe fazer um bom contra relógio ou mesmo escalar uma subida.

O Garmin Vector está disponível para vendas no Brasil pelo preço de R$ 4.500,00 na Anderson Bicicletas.

Especificações

  • Potência total (watts)
  • Potência normalizada
  • Fator de intensidade
  • Graduação de estresse de treinamento
  • Percentual de força Direita/Esquerda
  • Cadência
  • +/- 1.5% precisão
  • Transmissão via protocolo ANT+ e medidores de cadência via acelerômetro
  • Bateria substituível (Especificação 2032) com duração mínima de 200 horas de uso contínuo

Peso

  • Pedais 119 g
  • Pedal pod 21 g
  • Taco + hardware 38 g
  • Total por pedal 178 g

Para maiores informações, clique aqui.

Confira os vídeos de apresentação do Garmin Vector:

Fonte: Pedal Digital

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização