23 de junho de 2024
Raiza comemora o Bi no Pan - Foto: Divulgação

Bicampeã Pan-Americana quer conquistar seu 1º título no Brasileiro de XC

Raiza Goulão, com apenas 22 anos, aparece como um dos principais nomes do Mountain Bike brasileiro e grande favorita para conquistar o título nacional

Raiza comemora o Bi no Pan - Foto: Divulgação
Raiza comemora o Bi no Pan – Foto: Divulgação

O Centro Oeste brasileiro é conhecido pela sua vegetação de cerrado espalhada pelas trilhas da região. Aproveitando essas características, Raiza Goulão, 22 anos, moradora de Pirenópolis (GO), realiza os seus treinamentos nesta pacata cidade de Goiás, e hoje já se tornou um dos principais nomes do ciclismo nacional.

“Sempre busco ter uma boa qualidade de vida. Moro em Pirenópolis, Goiás, uma cidade pequena com ar de interior onde posso contar com as melhores trilhas do cerrado goiano. Não preciso andar, mas de dez minutos, para estar na estrada de terra e logo na trilha. Mas além das trilhas, também Procuro sempre acrescentar musculação, yoga, natação e pilates em meus treinos, tento ser a mais dedicada possível e isso acaba se tornando um dos meus diferenciais”, declara Raiza.

A temporada passada foi muito positiva para a atleta, conquistou o Bicampeonato Pan-Americano, em Tucumán, na Argentina, além do vice-campeonato brasileiro na categoria Elite, em Salvador (BA), mesmo ainda sendo atleta Sub-23.

Hoje, Raiza Goulão, que defende a equipe Soul/Moove/Toshiba, faz parte da seleção e aparece como a brasileira melhor posicionada no ranking internacional da União Ciclística Internacional (UCI). Todos esses atributos reforçam o seu favoritismo no Campeonato Brasileiro de Mountain Bike XCO, que será realizado entre os dias 20 e 21 de julho, em Juiz de Fora, Minas Gerais.

Desta vez, Raiza Goulão afirma estar preparada para a vitória e lutará até os metros finais para conquistar o seu primeiro título brasileiro pela categoria Elite. “Em 2012 conquistei o titulo de vice-campeã brasileira na Elite feminina. Foi um excelente resultado, ainda mais tendo em vista que eu era atleta Sub-23 e isso me motivou muito a focar cada vez mais meus treinamentos para o brasileiro deste ano”, afirmou.

Raiza em competição - Foto: CBC/Divulgação
Raiza em competição – Foto: CBC/Divulgação

“Estou treinando muito forte, acompanhada pelo meu treinador Cadu Polazzo, onde procuramos sempre buscar meios alternativos de desenvolvimento e criar estratégias diferentes, acredito que estamos no caminho certo. Preciso também destacar o apoio da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e dos meus patrocinadores, que são fundamentais para os meus resultados acontecerem”, finalizou Raiza.

Novidade – Além da disputa nas categorias oficiais, este ano os atletas amadores também terão espaço garantido na competição. Com a intenção de promover e divulgar o ciclismo, será aberta uma bateria para os ciclistas que não são profissionais, ou seja, que não competem em nenhuma categoria oficial.

Os atletas desta bateria terão a oportunidade de competir ao lado dos grandes nomes do Mountain Bike nacional, além de disputarem o título brasileiro em suas determinadas categorias amadoras. A quantidade de vagas para esta bateria é limitada a 150 atletas e os campeões desta bateria não somarão pontos para o ranking brasileiro, nem para o ranking Internacional (UCI).

Categorias participantes

Bateria amadora: Open (17 a 23 anos), Cadete (24 a 35 anos), Master A (36 a 42 anos), Master B (43 a 49 anos), Over 50 (acima de 50 anos), Feminino Open (aberto para todas as idades/critério técnico) e Expert (aberto para todas as idades/critério técnico). As provas para esta bateria acontecem no sábado (20), abrindo oficialmente o Campeonato Brasileiro.

Bateria oficial: Master masculino (30 a 34 anos / 35 a 39 anos / 40 a 44 anos / 45 a 49 anos / 50 a 54 anos / 55 a 59 anos); Júnior feminino e masculino (17 e 18 anos); Juvenil masculino e feminino (15 e 16 anos); Infanto-Juvenil masculino e feminino (12 a 14 anos) Veterano Masculino (acima de 60 anos), Sub 30 Masculino (23 a 29 anos), Elite masculino e feminino (23 a 29 anos ou critério técnico), Sub 23 masculino e feminino (19 a 22 anos). A pontuação das categorias Elite/Sub23 masculino e feminino também valerão para o ranking internacional da UCI.

Campeões recentes

  • 2012 – Rubens Donizete / Roberta Stopa
  • 2011 – Rubens Donizete / Érika Gramiscelli
  • 2010 – Ricardo Pscheidt / Érika Gramiscelli
  • 2009 – Edivando de Souza Cruz / Érica Gramiscelli
  • 2008 – Ricardo Pscheidt / Jaqueline Mourão

Maiores informações: cbc.esp.br

Fonte: Federação Paulista de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização