17 de junho de 2024

Rui Costa vence 16ª etapa do Tour de France

capa_tuga

O ciclista português da Movistar chegou sozinho à meta em Gap, sendo o primeiro a completar os 168 quilômetros da 16ª etapa do centésimo Tour de France

Rui Costa andou desde o início da etapa no grupo que se destacou na frente da corrida. A 18 quilômetros da meta isolou-se e partiu sozinho para a subida ao Col de Manse (montanha de segunda categoria com 1268 metros de altitude), cruzando a meta ao cabo de 3h52m45s. Os mais diretos perseguidores chegaram 42 segundos depois.

Com este triunfo, Rui Costa sobe nove posições na classificação e passa a ocupar o 20º posto. O ciclista português recupera mais de dez minutos de atraso em relação ao camisa amarela – está agora a 22m34s.

“Tinha de estar atento nesta última subida, porque sabia que a corrida ia ser movimentada aí. Era o terreno onde tinha de fazer a diferença. Depois, na parte da descida e nos últimos três quilômetros já pude estar tranquilo”, afirmou o ciclista português, em declarações à Eurosport. “Esta vitória é uma das mais importantes para mim, um dos dias mais felizes. Ganhar no Tour é muito importante, já esperava há algum tempo voltar a fazê-lo. Estou muito feliz e é muito importante para a equipe”, acrescentou Rui Costa.

O outro português em prova no Tour de France, Sérgio Paulinho, chegou a 20m57s de Rui Costa. Paulinho é 133º na classificação geral, a 2h22m58s do camisa amarela, Chris Froome.

A subida de Nairo Quintana ao quinto lugar, por troca com o holandês Laurens ten Dam, foi a única alteração registada nos cinco primeiros classificados. O ciclista colombiano segue a 5m47s de Chris Froome. Bauke Mollema mantém a segunda posição (a 4m14s) e Alberto Contador segue em terceiro, a 4m25s.

Esta é a segunda vitória de Rui Costa em etapas do Tour de France, curiosamente no mesmo local onde Sérgio Paulinho venceu em 2010. Rui Costa já tinha ganho em 2011, na subida ao Super Besse.

Quarta-feira é dia de contra-relógio individual: a 17ª etapa percorrerá 32 quilómetros entre Embrun e Chorges, com duas passagens de montanha de segunda categoria. A primeira em Côte de Puy-Sanières, com 6,4 quilômetros a uma inclinação média de 6%, e a segunda em Côte de Réallon, com 6,9 quilómetros a 6,3%.

Fonte: Desporto P

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização