22 de junho de 2024

Ciclofaixa do Eixo Monumental passa pelo seu primeiro teste

Foto: Oswaldo ReisA ciclofaixa do Eixo Monumental, agora marcada por uma faixa vermelha, passou ontem pelo primeiro teste. Mesmo assim, o Departamento de Trânsito (Detran) manteve os cones que impedem o trânsito de veículos automotores no espaço destinado aos ciclistas, enquanto agentes orientavam quem passava pelo local. A ciclofaixa funciona aos domingos e feriados, de 9h às 16h.

A expectativa entre os atletas é de que se consiga ter harmonia entre todos os tipos de veículo que trafegarem na pista. O tempo nublado e  a falta de informação sobre a faixa exclusiva impediram que mais ciclistas usufruíssem do espaço. O movimento foi maior no trecho entre a Torre de TV e o Clube do Choro. Já a Esplanada foi menos utilizada pelos atletas.

De acordo com o Detran, todos os domingos os cones serão instalados e haverá fechamento de alguns retornos. Aos poucos, porém, a intenção é reduzir o número de agentes ao longo do percurso. O projeto prevê que apenas nos cruzamentos entre carros e veículos estarão agentes com bandeiras, para orientar sobre a parada dos veículos.

Aprovação – Depois de dois atropelamentos na ciclofaixa do Lago Sul, o médico e também ciclista Willian César Bento resolveu aderir à pista do Eixo Monumental e aprovou a marcação da pista. Para ele, no entanto, a alteração só terá efeito se todos que trafegarem pelo espaço tiverem cautela.

“O ciclista também tem que ter direção defensiva, pois existe ciclista mal-educado. É necessário dar orientação para todo mundo”, alertou. “Machuquei o ombro e o joelho e precisei fazer três cirurgias. Fiquei dois anos parado, sem pedalar. A ciclovia do Lago Sul ficou muito perigosa. Os motoristas não estão respeitando mais. Espero que aqui seja mais seguro”, afirmou.

O GDF pretende ampliar as ciclofaixas para a W3 Norte e Sul. Também está previsto o empréstimo gratuito de bicicletas e pontos de apoio aos ciclistas.

Usuários aprovam iniciativas – A diferença no aumento da segurança foi nítida. Antes, o analista de sistemas Alberto Barbosa achava inviável trafegar de bicicleta no Eixo Monumental. “Muito legal essa faixa. É menos perigoso para o ciclista. Já andei antes, mas não achava seguro. Os carros passam muito próximos”, disse. O atleta amador ainda deu uma sugestão: “Acho que a faixa para bicicletas no Eixo Monumental deveria ser liberada também durante a semana. Moro no Sudoeste e trabalho na Asa Norte. Chegaria ao serviço sem nem suar”, brincou.

Acesso – A auditora Liliane Galvão, que mora no Sudoeste, acredita que a ciclofaixa também pode ajudar no acesso ao Parque da Cidade e ao Eixão do Lazer. “Eu poderia sair de casa e ir, sem ter que pegar o carro, até o Eixão. Já seria muito melhor”, contou. “Se eu não tivesse vindo para cá, talvez nem teria ido pedalar. O Parque da Cidade está muito lotado e as pistas de bicicletas são muito estreitas”, reclamou.

O Detran, além de orientar o trânsito, também fez uma ação educativa. Os agentes distribuíram garrafinhas de água e adesivos refletivos, fizeram testes de conhecimento das placas de trânsito e responderam perguntas dos ciclistas.

Fonte: Clica Brasília

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização