21 de Janeiro de 2018
Inicial | Notícias | Ciclismo | Ciclista paranaense conquista primeiro ouro dos Jogos Escolares da Juventude Brasília 2017
Amanda Kunkel - Foto: COB / Divulgação

Ciclista paranaense conquista primeiro ouro dos Jogos Escolares da Juventude Brasília 2017

Amanda Kunkel comprovou o favoritismo e conquistou a primeira medalha de ouro dos Jogos Escolares da Juventude Brasília 2017, para atletas de 15 a 17 anos

A paranaense Amanda Kunkel comprovou o favoritismo e conquistou na manhã desta quinta-feira, dia 16, sua primeira medalha de ouro dos Jogos Escolares da Juventude Brasília 2017, para atletas de 15 a 17 anos. Aluna do Colégio Anglo Maringá (PR), Amanda venceu o contra-relógio com o tempo de 43s842. Esta é a sétima medalha da atleta na história da competição. A também paranaense Julia Maria Constantino, do Colégio Olimpus, de Arapongas (PR), ficou com a medalha de prata com 44s886 e a capixaba Vitória Cristina Costa, da Escola Municipal Novo Horizonte, de Serra (ES), completou o pódio.

“Essa é a minha sétima medalha nos Jogos Escolares. Uma competição muito difícil, com várias atletas de alto nível. A prova foi ainda mais difícil por causa da curva, muito fechada. Perdi muito tempo na retomada de velocidade, mas no fim deu tudo certo”, disse a jovem atleta, que enfrentou 35 adversárias e venceu com uma vantagem de mais de um segundo para a vice-campeã.

Amanda já é figurinha carimbada no pódio dos Jogos Escolares. Em Fortaleza 2015, ela conquistou as três medalhas de ouro da competição e no passado, em João Pessoa, venceu a prova por pontos e a de estrada e ficou com a prata no contrarrelógio. A jovem ainda tem 15 anos (completa 16 no dia 12 de dezembro) e já é uma das maiores promessas do ciclismo brasileiro. No último mês de outubro, nos Jogos Sul-americanos da Juventude de Santiago, Amanda levou o bronze no contrarrelógio, prata na perseguição individual, foi quarta colocada no Omnium e na última prova, sofreu um grave acidente.

Medalhista de prata, Julia Constantino estreou nos Jogos Escolares no ano passado, na etapa de 12 a 14 anos, quando ficou com uma medalha de ouro e duas de prata. Ela disse que aquela foi a melhor experiência em sua curta carreira no esporte.

“Foi o primeiro grande evento que eu disputei. Uma estrutura muito grande, gente de todo o país, de diversas modalidades. Inesquecível na minha vida. Poder estar aqui novamente e competir é muito gratificante. A medalha é consequência do treinamento e da dedicação. Esse ano o evento parece ainda maior. Ontem ainda tive a oportunidade de conhecer as atletas japonesas. Tentamos conversar e aprender um pouco a língua, mas é muito difícil. Só sei falar oi”, sorriu a jovem de 15 anos.

Fonte: Confederação Brasileira de Ciclismo

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização