21 de Janeiro de 2018
Inicial | Destaques | Holanda inaugura o maior estacionamento para bicicletas do mundo
Foto: Maarten Hartman, via HH

Holanda inaugura o maior estacionamento para bicicletas do mundo

Com capacidade para 12,5 mil unidades, bicicletário foi construído sob a estação de trem de Utrecht, onde 40% dos frequentadores chegam de bike todos os dias

A cidade holandesa de Utrecht inaugurou esta semana a primeira etapa daquele que é considerado até o momento como o maior bicicletário do mundo. 

Foto: Koen Laureij

Construído sobre a estação central de trens da cidade, o noco estacionamento possui 17.100 m² e a capacidade para armazenar com toda segurança 6 mil bicicletas. Até outubro, uma segunda etapa da obra adicionará mais 1.500 vagas e, de acordo com as autoridades responsáveis, até o início de 2018 o espaço contará com uma capacidade total de 12.500 bikes.

Foto: Koen Laureij

Com a inauguração, o bicicletário de Utrecht desbanca o da cidade de Tóquio no Japão que, com sua capacidade para 9.500 unidades era considerado o maior do mundo.

As arquitetas responsáveis pelo projeto, Tatjana Stenfert Kroese e Meike Hendriks – Foto: Koen Laureij

Construído em forma circular com acesso por meio de rampas, o novo estacionamento de bikes conta com racks com travas automáticas e infra-estrutura ciclística como cafés, lojas e oficinas, além de pontos de eletricidade e ar comprimido. Sua arquitetura especial permite que os passageiros dos trens possam desembarcar diretamente em suas entradas.

Foto: Divulgação / cu2030.nl

Atualmente, 40% dos frequentadores da estação utilizam a bicicleta como meio de transporte modal.

Deficit de paraciclos – Embora em qualquer país do mundo esses números possam impressionar, recentemente as autoridades holandeses tem sofrido ataques que os acusam de ser negligentes na política de ciclomobilidade. Em um país que possui mais bicicletas do que pessoas – Estima-se que existam hoje 1,3 bikes per capita na Holanda -, os bicicletários, ainda que gigantes, mal dão conta da demanda.

Foto: Divulgação / cu2030.nl

Saskia Kluit, da associação de ciclistas Fietsersbond estima que são necessárias hoje nada menos que 180 mil vagas. “Precisamos de novas soluções para resolver o problema com urgência”, disse o ativista.

error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização