21 de Janeiro de 2018
Inicial | Notícias | Roda de Copenhague ganha as ruas da Europa e dos Estados Unidos

Roda de Copenhague ganha as ruas da Europa e dos Estados Unidos

Roda equipada com motor elétrico que permite transformar qualquer bicicleta em uma e-bike já pode ser adquirida no mercado europeu e norte-americano

Uma das soluções para mobilidade urbana mais espetaculares que já surgiram nos últimos anos, a Roda de Copenhague, dispositivo capaz de converter em poucos minutos praticamente qualquer tipo de bicicleta em uma e-bike, já pode ser adquirida nos Estados Unidos e na Europa.

Criada em 2009 através de uma parceria entre do Massachusetts Institute of Technology (MIT) e o laboratório de estudos de tecnologia urbanística SENSEable City, a Roda de Copenhague caracteriza-se por seu gigantesco cubo, que abriga um motor elétrico de 350 Watts (na versão comercializada na Europa é limitado a 250 Watts) acionado automaticamente todas as vezes que o ciclista pedala, criando uma assistência até 4x maior em relação à força exercida nos pedais.

Totalmente sem fio e relativamente fácil de ser instalada, a Roda de Copenhague substitui a roda traseira original da bicicleta e é comercializada de forma customizada, de forma a atender às mais variadas medidas de roda, como aro 26″, 700c, 29″ etc.

A roda é compatível com bicicletas sem transmissão ou equipadas com câmbios externos de 7, 8, 9 e 10 velocidades das marcas SRAM e Shimano e são enviadas já com o cassete instalado. Até o presente momento, o equipamento não é compatível com freios a disco ou com quadros de fibra de carbono, já que utiliza uma abraçadeira presa ao chainstay que pode eventualmente danificá-los.

Em seu interior, a Roda de Copenhague conta com sensores de torque e cadência que analisam o ritmo da pedalada, distribuindo a assistência elétrica de forma suave e sem trancos, aos contrário das bikes que utilizam motor no cubo dianteiro.

Configurações – Um aplicativo para smartphone permite alternar entre os modos Eco, Standard e Turbo, que variam o nível de assistência elétrica e alternando entre melhor eficiência e maior autonomia. O app permite ainda gravar o percurso, monitorar o nível de bateria e até travar a roda quando estiver estacionada.

Caso o celular seja desligado, o motor continua funcionando no último modo selecionado.

Desempenho – O cubo da Roda de Copenhague abriga também sua bateria de lítio-íon, com 48V/279Wh. Pode ser totalmente carregada em 4 horas e proporciona uma autonomia de até 50km no modo Eco. De acordo com o fabricante, a bateria pode ser utilizada por até 1.000 ciclos de carga, sem perda de desempenho.

A versão no tamanho 700c pesa cerca de 9 kg, o que em princípio parece bastante peso a acrescentar na bike, embora mais leve que a maioria das soluções disponíveis no mercado que utilizam motor, cabeamento e bateria.

Disponibilidade – Até o presente momento, a Roda de Copenhague está disponível apenas para o mercado europeu e norte-americano, onde pode ser adquirida no site do fabricante ao preço médio de mil dólares.

Especificações técnicas

Potência do motor 350W (Estados Unidos); 250W (Europa)
Velocidade máxima assistida 25 km/h
Autonomia Até 50 km
Bateria 48 V – 279 Wh Li-ion
Autonomia da bateria 1.000 ciclos de carga
Tempo de recarga 2 horas (80%); 4 horas (100%)
Peso 7,6 kg
Transmissões compatíveis Single-speed ou 7/8/9/10 velocidades (Shimano ou SRAM)
Dropouts 120 mm (single-speed); 135 mm (single-speed e multi-speed)
Conectividade Bluetooth Low Energy (4.0)
Sistema operacional iOS ou Android
error: Textos, fotos, artes e vídeos do site MTB Brasília estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização